Jundiaí

O nome Jundiaí é um vocábulo de origem tupi e vem da palavra “jundiá”, que significa “bagre” e “y” significa “rio”. Alguns estudiosos também consideram o termo “yundiaí” como “alagadiços de muita folhagem e galhos secos”.

Jundiaí foi elevada à categoria de cidade em 28 de março de 1865, mas a ocupação da região, por índios, data de, pelo menos, 800 anos antes disso. Os brancos começaram a se estabelecer em Jundiaí por volta de 1630.


Monumento Capela
Homenagem aos 350 anos de Jundiaí
(14/12/2006)

A região foi "descoberta" por bandeirantes que por aqui passavam ao se embrenharem pelo interior do país. Nessa época, o povoado era subordinado à Santana do Parnaíba.


Catedral Nossa Senhora do Desterro
(Onde tudo começou)

Jundiaí só se desvinculou de Santana em 1655 quando foi reconhecida como vila, o que aconteceu graças à construção, em 1651, da capela de Nossa Senhora do Desterro. Ter uma igreja e sustentar seu pároco eram condições fundamentais para alcançar tal categoria.

Em um primeiro momento, a importância econômica da região deveu-se à sua posição estratégica para aqueles que se aventuravam em explorar o Brasil por terra. Antes só se tem notícia de uma agricultura de subsistência por essas bandas.

Só em 1780, com o cultivo de cana de açúcar, é que a agricultura começa a se desenvolver como atividade econômica.


Parque da Cidade
(Espaço de Lazer)

Em 1867 com a chegada da Ferrovia Santos Jundiaí, a cidade se torna um dos principais entrocamentos ferroviários do país. Para entrar ou sair do Brasil, por meio do porto de Santos, o produto tinha de passar por Jundiaí. Com a ferrovia, a cidade começa a se desenvolver industrialmente.


Entroncamento das rodovias
Bandeirantes e Anhanguera

A Companhia Jundiana de Tecidos, que depois se tornou a Tecelagem São Bento, foi a primeira indústria da cidade. A fábrica se instalou na Vila Arens, que foi, portanto, o primeiro bairro operário de Jundiaí.

O plantio de uva, fruta que virou símbolo do município, se desenvolveu por aqui por volta de 1875 pelas mãos dos imigrantes italianos. Ainda hoje Jundiaí é uma das principais produtoras de uva de mesa (tipo niagara) do país, embora sua economia seja baseada na atividade industrial. (Fonte: Museu Histórico e Cultural de Jundiaí)

Jundiaí está localizada 60 km a noroeste de São Paulo. Atualmente tem uma área de 432 quilômetros quadrados e se limita com 11 municípios: Várzea Paulista, Campo Limpo Limpo Paulista, Franco da Rocha, Cajamar, Pirapora do Bom Jesus, Cabreúva, Itupeva, Louveira, Vinhedo, Itatiba e Jarinu.


Serra do Japi
(Uma das maiores reservas ecológicas
do estado de São Paulo)

Algumas das atuais cidades vizinhas já foram distritos de Jundiaí. Campinas, Itatiba e Mogi Mirim conseguiram suas emancipações ainda no século 18. Na década de 60, outros como Várzea Paulista, Campo Limpo e Itupeva se tornaram municípios. A emancipação foi decidida em um plebiscito em 1° de dezembro de 1963, realizado nesses três distritos.

Saiba um pouco mais sobre Jundiaí ...