Polícia - 02/12/17 (17:20:30) Corpo de homem é encontrado carbonizado dentro de carro
Veículo estava em chamas no bairro Santa Clara/Jundiaí quando foi localizado

Veículo estava em chamas no bairro Santa Clara quando foi localizado por uma equipe da Divisão Florestal da Guarda Municipal. Vítima de 34 anos não teve identidade divulgada.

O corpo de um homem foi encontrado carbonizado dentro de um carro no bairro Santa Clara, em Jundiaí (SP), na manhã deste sábado (2).

De acordo com Guarda Municipal, uma equipe de Divisão Florestal patrulhava em busca em um foto de incêndio, quando localizou o carro em chamas, na avenida Luis Gobbo.

Os guardas conseguiram controlar as chamas e encontrou o corpo carbonizado com alguns documentos. A vítima tem 34 anos e não teve a identidade divulgada.

A perícia foi acionada e uma equipe se dirigiu ao local para colher informações que possam ajudar na investigação.

Fonte: G1


Imprimir Versão para impressão         Enviar Enviar a alguém         Comentar Comentar
     Mais Notícias   
    14/12 19:16 - São Camilo ganha primeira praça pública com Wi-Fi gratis
    14/12 19:11 - Empresa de paletes de madeira pega fogo em Jundiaí
    14/12 19:07 - Após cirurgia, Temer adia viagem ao Sudeste Asiático
    14/12 19:04 -  Bolsonaro afirma que dará “carta branca para PM matar
    14/12 18:47 - Banco Central estuda redução de juros no cartão de débito
    14/12 18:44 - Colisão entre trem e ônibus escolar deixa mortos e feridos
    14/12 18:39 - Ex-Jogador Ronaldinho será candidato ao Senado pelo PEN
    14/12 18:34 - Orçamento de 2018 é aprovado com previsão de R$3,57 trilhões
    14/12 18:20 - Votação da reforma da Previdência será em 18 de fevereiro
    14/12 18:15 - Drone vira caso de polícia em Jundiaí
    14/12 10:51 - Esporte e Lazer comemora 362 anos de Jundiaí
    14/12 10:46 - Funcionários de hospitais pedem socorro no Rio de Janeiro
    14/12 10:44 - Equipe de Jundiaí disputa Pró Atletismo
    14/12 10:40 - Sérgio Reis canta no Parque da Cidade no domingo
    14/12 10:39 - Rede estadual paulista está atrás de cinco estados